quinta-feira, outubro 05, 2006

Tarrafal

Nos últimos anos viciei-me a desenhar com caneta. Talvez por ser prático, a tinta desliza facilmente sobre o papel, e ocupa pouco espaço no bolso. São registos muito rápidos feitos, por vezes, em posições incómodas e de cenas, a maioria das vezes, efémeras. A cor aplico-a depois, já em casa.

O desenho abaixo, feito no cais da praia do Tarrafal, é o momento da chegada do peixe. As peixeiras não estavam exactamente nestas posições, pois a confusão era muita.

Tarrafal. Ilha de Santiago. Cabo-Verde. Março 2006

3 comentários:

Anónimo disse...

Este desenho faz-me relembrar os odores desta maravilhosa terra.
Margarida

4ojos disse...

cuatro ninfas abajo, seis ninfas aquí, cinco ninfas arriba...

Galeota disse...

Estive há muitos anos no Mindelo e na Praia.É curioso que não fiquei com a ideia de tanta cor, mas de mais cinzento
e sobretudo um cheiro muito forte a terra árida. Rendi-me completamente à música.