quinta-feira, junho 15, 2017

Vieira da Silva em Festa

No dia da “Vieira da Silva em Festa” houve vários eventos dos quais mostro o registo destes dois: visita guiada, pelo próprio artista, à exposição “Interferências” de Jorge Martins e o concerto de Lula Pena no jardim.




domingo, junho 11, 2017

O problema EDP

Dois apontamentos feitos no caderno para a ilustração da Semana Ilustrada que sai aos domingos no suplemento P2 do jornal Público. E em baixo a ilustração final com um forte céu azul, contrastante com o branco do edifício, dado com o Photoshop.




terça-feira, junho 06, 2017

Viana do Castelo

Por iniciativa do Marcelo encontrámo-nos na Biblioteca de Viana do Castelo para falar de desenho em cadernos e à tarde explorámos a cidade para desenhar.





segunda-feira, junho 05, 2017

O Museu do Carmo e as fotos

No sábado passado no Museu do Carmo decidi concentrar-me nos turistas a tirar fotografias.



domingo, junho 04, 2017

BD na CAIS

Já desenhei muitas vezes a Praça Luís de Camões. Desta vez fui lá para ilustrar uma história de Banda Desenhada escrita pelo Pedro Moura. Este desenho é a primeira vinheta. O segundo desenho é a última. É na praça D.Luís no Cais do Sodré quando os estorninhos chegam ao fim da tarde. Saiu este mês na revista Cais (é a que tem o presidente Marcelo na capa). Espreitem aqui. São só duas pranchas.


domingo, maio 21, 2017

Exposição "Cadernos da América Latina"

É já amanhã pelas 18h30 que será lançado o livro "Caderno da América Latina" e abertura da exposição. Esta tem cerca de 180 desenhos impressos em formatos diferentes e pequenos textos de memórias.


sábado, maio 20, 2017

Exposição "Cadernos da América Latina"

Castro, capital do arquipélago de Chiloé, fica no sul do Chile e tem este pequeno bairro em cima de estacas. Tomei um chá numa destas casas.


sexta-feira, maio 19, 2017

Exposição "Cadernos da América Latina"

Na Bolívia as viagens eram sempre muito complicadas. Tínhamos que mudar constantemente de camioneta. Tupiza é uma pequena cidade onde tivemos que dormir uma noite e no dia seguinte a camioneta saiu mais cedo do que era suposto. Este desenho foi feito enquanto esperávamos a outra.


quinta-feira, maio 18, 2017

Exposição "Cadernos da América Latina"

A maior parte das pessoas que querem ir a Machu Pichu passam por Cusco. E a sua praça principal é de uma grande beleza.


quarta-feira, maio 17, 2017

Exposição "Cadernos da América Latina"

A Casa Azul, casa da família de Frida Kahlo, situada no bairro de Coyacán tem só um piso e um agradável quintal. Fui de metro até lá e encontrei um bairro residencial, pacato, com uns cafés muito simpáticos.


domingo, maio 14, 2017

Greve dos médicos

Resumir num só desenho a greve dos médicos para o P2 do jornal Público. No hospital Santa Maria fiz alguns apontamentos. Não me senti à vontade para tirar fotos. O desenho final, o último em baixo, fiz a partir dos desenhos anteriores.




sábado, maio 06, 2017

À espera

Como todos sabem as esperas nos aeroportos, como em qualquer outro lugar, são propícios ao desenho. Desta vez foi na espera do Omar Jaramillo, que fez hoje, na Casa Atelier Vieira da Silva, uma excelente oficina.



quinta-feira, maio 04, 2017

As Ramblas

As "Ramblas" da Faculdade de Ciências durante a manhã são muito calmas. Fui lá antes de ir assistir a uma aula do professor Pedro Ré no grande auditório.


domingo, abril 30, 2017

terça-feira, abril 25, 2017

25 de Abril Sempre!

A descer a Avenida da Liberdade.


segunda-feira, abril 24, 2017

Abrantes

Os sítios podem ser os mesmos, mas a maneira como os abordamos é sempre diferente.

À direita a casa amarela, a antiga Assembleia, casa projectada por Raúl Lino

Rua D.Nuno Álvares Pereira (antiga rua da Barca de Cima)

Rua da Barca

segunda-feira, abril 17, 2017

Concentração

No sábado na Fábrica das Cores em Oeiras o Vasco e o Eduardo empenhavam-se com toda a concentração no desenho proposto.



domingo, abril 16, 2017

Um encontro sem imagens

Gostava que os desenhos feitos para o jornal Público, que saem aos domingos, fossem reportagens, desenhos feitos lá, no sítio onde as coisas acontecem. Por vários motivos fáceis de perceber não é possível. No entanto o desenho cumpre um seu desígnio quando não há imagens de outro tipo. E aí o desenho produz uma e fica a ser a única que conhecemos. Por exemplo, o encontro na Rússia entre Putin e Tillerson. Sabemos que existiu mas não há fotos. Ou, se as há, não as conhecemos.


segunda-feira, abril 10, 2017

quinta-feira, abril 06, 2017

Luvaria Ulisses

A loja mais pequena de Lisboa (do mundo?). Um apontamento muito rápido do outro lado da rua.

 

domingo, março 26, 2017

Hector Zamora no MAAT

Hector Zamora, artista mexicano a viver em Lisboa, pensou na galeria Oval do MAAT como uma arena onde se faziam batalhas navais, violentas e mortais, para os romanos se divertirem. Aí colocou 7 barcos de pesca e 30 operários, alguns imigrantes e desempregados, destruíram-nos durante duas horas. Metáfora do fim da pesca tradicional portuguesa, com as regras europeias, e também da tragédia actual das mortes no mediterrâneo. O som era poderoso e ver os operários trabalharem e os barcos a serem destruídos incómodo.

E como registar isto? Com muitos desenhos. Os desenhos feitos no sítio são, muitas das vezes, mais intensos que o desenho final feito em casa. Em baixo alguns dos “apontamentos” que fiz e o desenho publicado no jornal Público neste domingo.