domingo, agosto 28, 2016

Roque Gameiro, Lisboa Antiga

Subi muitas vezes a rua do Vale (primeiro desenho). Vivi durante uns bons anos na rua que se vê à esquerda. A mercearia do senhor Fernando (prédio cor de rosa e que mudou de dono) tinha a gravura do Roque Gameiro na parede. De vez em quando passo por lá e encontro sempre antigos vizinhos. O segundo desenho é o chafariz da rua do Século, antiga rua Formosa, segundo Roque Gameiro.





3 comentários:

Miú disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Miú disse...

Que sorte teres vivido nessa Lx tão castiça.
É realmente incrível como tantas coisas permanecem iguais. Mas é certo que as pessoas (que faltam nestes teus dois desenhos) já não fazem as tarefas do dia-a-dia em plena rua!

Eduardo Salavisa disse...

Pois é. É mesmo a grande diferença. Esta rua é muito engraçada. Cá em baixo tem o museu Júlio Pomar que vale a pena visitar.