domingo, setembro 20, 2015

Desenho rápido

Mais uma vez constatámos que o desenho, por vezes, é como uma espécie de meditação. Tanto lá fora, em pé, como dentro de casa sentados à volta de uma mesa, apesar da concentração exigida para aquela actividade, a cabeça fica disponível, em silêncio, para outros pensamentos. E voa para outras paragens.



3 comentários:

teresa ruivo disse...

Captam mesmo bem o espírito da tarde. Muito giros!

Fábrica das Cores disse...

Sim, concordo. E é sempre um prazer!

bosquejodiario disse...

religiosamente a não perder,
desde a primeira vez!

obrigado.