quarta-feira, outubro 23, 2013

O Perito Moreno

É muito difícil, diria mesmo impossível, a partir de uma fotografia, um desenho, um esquema ou um texto, conseguir dar a verdadeira dimensão de um lugar. Um bom exemplo disto é o Perito Moreno, o maior glaciar móvel do mundo, com os seus 5 km de frente e 600 metros de altura. E não é só a dimensão mas tudo o resto como “o som dos blocos de glaciar a desfazerem-se naquele mar lindo: esmagador.”



5 comentários:

Anónimo disse...

O desenho constitui uma invenção que pode quer sugerir um lugar,um fenómeno, um artefacto... . Não depende, no entanto, apenas de quem quer sugerir, mas também e sempre do olhar de quem analisa a invenção.
Galeota

hfm disse...

Já o vi várias vezes em fotografias mas refiro a sugestão que dás e que me deixa deambular a partir do barco e até pensar que me estou a "passear" em cima dele!

andré disse...

A desfazerem-se "contra aquele mar lindo". :)

O Perito Moreno é forte como a palavra escolhida.

Porque são dois blocos: um liquido e um sólido a chocarem em brutalidade. Parecia tempestade.

Grandes desenhos !

Filipe LF disse...

Belas páginas nos ofereces!
A força das paisagens está muito bem representada nos desenhos!
Abraço

Anónimo disse...

Errata:
"
... que pode querer sugerir..." e não "... que pode quer sugerir..."

Galeota