segunda-feira, março 21, 2011

Poesia

No âmbito da exposição “Diários Gráficos em Almada. Não somos desenhadores perfeitos” a decorrer no Museu da Cidade haverá uma mesa redonda no dia 24 de Março pelas 18 horas com alguns dos autores.

O tema que íamos, eu e João Seixas, abordar já era poético: “Quando a rotina se transforma em viagem”. Mas, quando avançaram os poetas a dizerem a sua própria poesia, a noite ficou mágica. Foi na Biblioteca Municipal de Cascais em São Domingos de Rana. Podem ver aqui e aqui reportagens mais completas.


4 comentários:

Clau disse...

Caro Eduardo.... continuo a seguir atentamente os vossos trabalhos :) Mantenho-me calada porqque nem sei bem o que escrever com excepção de: "quem me dera saber fazer isto... e aquilo". Contudo escrevo por outra razão: no sábado ao tentar adquirir um exemplar do Diário de Viagem em Lisboa, reparei que todos eles que se encontravam expostos tinham as capas descoladas do restante conteúdo. Fiz queixa à FNAC (onde me encontrava) mas não sei se eles farão realmente alguma coisa ou não. Se pudesse avisar a editora, seria bom.. Pelo menos, sendo um dos autores, o contacto seria mais directo. Obrigada

Eduardo Salavisa disse...

Esse problema de produção pensei que estava resolvido, pois a editora disse-me que só nos primeiros é que acontecia isso. Quem os tiver comprado pode, e deve, trocá-los. As livrarias são obrigadas a fazê-lo. Mas obrigado por ter avisado que por mim vou fazê-lo junto da editora.

Clau disse...

Obrigada eu... =)

Jorge Castro (OrCa) disse...

Caro Eduardo Salavisa, entre a magia dos olhares e a magia dos dizeres, casámos desenhos com palavras e a união de facto consumou-se. E que maravilha quando algo se consuma quando parece que tudo nos consome!

Muito gratos, eu e os demais, pela vossa - tua e do João Seixas - amável partilha de saberes.

Com um forte abraço,

Jorge Castro