sexta-feira, junho 22, 2007

Quando o tamanho é importante

O tamanho do Diário gráfico varia de autor para autor. Por mim é preciso que caiba no bolso do casaco, no Inverno, e no bolso de trás das calças, no Verão, mas que não seja minúsculo. Tenho dedicado atenção aos Diários de vários autores e tenho posto como limite de tamanho o A4, dimensão que cabe numa pequena mochila.


Francisco Vidal (1978). Cabo-Verde. Pintor
Dimensão do caderno: 21,5x30 cm


Pablo Picasso (1881-1973). Espanha. Pintor
Dimensão do caderno: 7x12 cm


5 comentários:

josé louro disse...

A5 e A6 sãos os meus formatos costumeiros. Mas a habituação aos formatos pequenos tem inconvenientes. O A3 agora assusta-me.

Anónimo disse...

Cada um é que sabe o tamanho que mais lhe convém.Para preparar as aulas utilizo um A4 e como Caderno de Campo, para anotações ,um mais pequeno.
Bonitos desenhos os de Francisco Vidal e uma delícia o caderno em formato mini de Picasso.

Anónimo disse...

Galeota

4ojos disse...

A4 para arquitectura y paisajes
A5 para escribir
A6 para dibujar gente

El A3 también da miendo: no cabe en la mochila. Tal vez sea bueno para trabajar en casa (pero en casa ¿por qué no hacerlo en papeles sueltos?)

hfm disse...

A6 quase sempre por vezes atrevo-me num A5 e para as aguarelas uso, de quando em vez, o Moleskine de aguarelas mais pequeno.