quarta-feira, março 07, 2007

O Diário Gráfico como um objecto

Já me perguntaram porque faço questão de apresentar o caderno sempre em dupla página mesmo que uma delas não tenha nada de interesse ou esteja mesmo em branco. Interessam-me, neste blog, os desenhos feitos em cadernos e não desenhos. Interessa-me o modo como o autor paginou aquele espaço. Há diferença entre um desenho feito numa folha de papel solta e o feito num caderno. Além de que quero mostrar o caderno como um objecto.
Abro aqui uma excepção.
"Normalmente os que são de observação faço no local a lápis e depois em casa aplico a aguada, já de memória (...) Estou sempre com o caderno, porque às vezes tem a ver com o momento. À noite é mais para adormecer. " Mina Anguelova


Mina Anguelova. Aluna do 12ºano da Escola Secundária António Arroio no ano 2006

2 comentários:

Anónimo disse...

Bonitos desenhos sobre um modo/ meio de transporte.
O caderno é um "objecto" muito importante na organização de saberes. Confere-lhes uma determinada estrutura, quer sejam desenhos, colagens ou a mera descrição do quotidiano ou dos conteúdos programáticos de uma aula.A meu ver,o caderno é indispensável faz parte de nós como todos os outros sentidos.
B.

mina disse...

:D bolas...esses desenhos...andava tão livre e despreocupada. foi uma fase muito boa, muito simples.
Parece magia quando as coisas funcionam.

Pergunto-me o que quis eu dizer com: "À noite é mais para adormecer." (?)

*