terça-feira, outubro 03, 2006

Paisagens

Registos de memória. Enquanto se conduz, fixam-se as cores e as formas predominantes, como os campos estão organizados, que tipo de culturas há, como é que as árvores estão implantadas no terreno, se há animais ou que tipo de casas existem. Reflecte-se na maneira de traduzir, com elementos plásticos, esta realidade. No fim do dia, num registo rápido, "despeja-se" para o papel o que se memorizou.

Percurso Siena-Florença. Toscânia. Itália. Abril 2002

6 comentários:

Paulo Pinto disse...

A Toscânia é mesmo assim. Quando a visitei, em 2004, fiquei com o cheiro das suas cores na memória, os sabores do ar que se respira. Como não sei desenhar, pelo menos bem, capto esses momentos em silício, na minha câmara. É exactamente esse o cheiros das cores da Toscânia.

Galeota disse...

Boa definição de paisagem agrária.Desenho espetacular.

Galeota disse...

Podia-se fazer transversalidade de conteúdos. Não, não arrisco num ano de exame nacional.Quando voltar a ter os mais pequeninos vou tentar trabalhar com E.V.( aliás já tentei e resultou bem)e com este site.

imvmmalves disse...

corrijo não é espetacular mas espectacular.

Galeota disse...

Consigo não se poderia fazer nunca uma transversalidade de conteúdos.

Galeota disse...

Os Workshops que frequentei(17 e 23 de Setembro) foram muito proveitosos:trocaram-se ideias e experiências.A coordenação foi eficiente.Obrigada.