terça-feira, outubro 31, 2006

Juan Miró

Foi aqui que vi uma família japonesa, pai, mãe, filho e filha, todos a desenharem em cadernos. Deve fazer parte de uma terapia familiar. O Enrique diz que, pelo menos, enquanto desenham não discutem.


Fundação Juan Miró. Barcelona. Agosto 2006

11 comentários:

4ojos disse...

Las familias que dibujan unidas permanecen unidas

Galeota disse...

Se calhar querem ser uma família.

susigui disse...

4ojos, não é bem assim... :)

hfm disse...

Gosto sempre de ver estas cenas nos museus ou em qualquer outro local.

Anónimo disse...

Susigui: tem alguma coisa contra as pessoas que desenham ou contra as famílias ou contra as que acumulam? :)
w

Anónimo disse...

w !

não sei o que é que a senhora (?) te vai responder...
por mim, não tenho nada ˜contra (nem a favor), das pessoas que desenham ou contra as famílias ou contra as que acumulam? :)˜ por si ...
mas tenho decididamente qualquer coisa contra o teu tipo de cabeça ...
e não me perguntes porquê.

A.M.

susana disse...

nada tenho contra as pessoas que desenham, nem contra as famílias, nem sequer contra as famílias que desenham juntas! :D estava só a dizer que não é verdade que desenharem juntos os mantenha unidos. são generalizações poéticas que até podem parecer verdadeiras. de resto naõ é muito importante, a questão. conheço uma família linda em que todos desenham nos museus, os pais e os filhos dos 6 aos 14.

susana disse...

(e não sei como acima saiu susigui, qualquer coisa com os cookies, mas aquele comentário era meu)

e.s. disse...

Eu só disse, pela boca do Enrique, que enquanto desenhavam não discutiam, o que é indesmentível, pois o desenho exige alguma concentração.

susana disse...

claro, e.s., indesmentível, estava só a responder ao w... :)

Anónimo disse...

Este blog mais um bocadinho torna-se polémico.O que tem imensa graça...Todos a justificarem os seus comentários.:)
O que é um facto é que os desenhos são lindos.O resto não interessa nada!!!
Margarida